TDAH e inteligência emocional para crianças: como lidar

Resultado de imagem para TDAH e inteligência emocional

TDAH e inteligência emocional

 

Você está surpreso em vê-los unidos? Hoje em dia é amplamente demonstrado que no desempenho e no sucesso da escola e do trabalho, não apenas a inteligência puramente cognitiva influencia, mas os aspectos emocionais também têm uma grande relevância. Sabendo disso, imagine a importância da inteligência emocional em distúrbios como o TDAH. Existe um mundo de possibilidades em termos de estimulação precoce para um ótimo desenvolvimento da inteligência emocional, e a partir deste artigo eu quero trazer algumas delas. Se você é um educador, pai, tio, psicólogo, leito ou professor, este guia de exercícios irá ajudá-lo enormemente a lidar com os problemas emocionais das crianças, e não apenas em crianças diagnosticadas com TDAH.

Exercícios para melhorar a inteligência emocional em crianças com TDAH
Sabendo que o TDAH e a inteligência emocional são tão relacionadas, apresento uma série de exercícios para trabalhar os dois fatores. Estes exercícios podem ser desenvolvidos tanto em aula, se você é professor ou em casa, com seus filhos, entre eles, ou com mais amigos. Proponho que sejam desenvolvidos em sala de aula, mas são facilmente extrapoláveis ​​para a casa, e seria bom fazer alguma atividade com seus filhos por pelo menos quatro semanas.

1- O jogo de “Olá, como vai você?”

 

Resultado de imagem para crianças

Esta atividade ajuda a melhorar a inteligência emocional de crianças com TDAH e é realizada por sentar em um círculo no chão, tanto o professor e os alunos. O professor começará perguntando ao aluno à direita ou à esquerda: “Olá, como você está?” A criança tem que responder de uma maneira natural a como ele se sente. Finalmente, o professor faz um contato físico com o aluno, apertando as mãos, um tapinha no ombro, bateu os cinco …

E assim por diante, a criança que foi convidada perguntará ao próximo até que todos terminem. O professor tem que transmitir a eles a necessidade de ser educado e se importar com os outros, da mesma forma que os alunos aprenderão progressivamente como é reconfortante sentir-se ouvido e amado. O professor deve se sentar ao lado de um aluno diferente a cada dia. Essa atividade “treina” a inteligência emocional e é benéfica para todas as crianças, mas especialmente para aquelas diagnosticadas com TDAH. Veja mais: lectus caps comprar.

2- Exercício de “emoções em cartão”
Após o exercício anterior, eles permanecem sentados da mesma forma, em círculo, e o professor organizará uma série de cartões redondos que simbolizam rostos com diferentes expressões emocionais. É importante que haja muitos rostos alegres e tristes, porque especialmente no início será o mais escolhido pelas crianças. Você também deve desenhar outras expressões como dor, medo, surpresa, raiva, riso, choro …

O professor começará com uma carinha e explicará por que você escolheu isso e definirá seu humor. As crianças farão isso consecutivamente. A atividade deve ser voluntária e nunca forçar a criança a raciocinar por que ele escolhe. Quem quiser compartilhar com seus colegas. É uma boa atividade para a avaliação subsequente pelo professor, que deve avaliar o progresso de cada aluno individualmente. Devemos ter em mente que as crianças com TDAH geralmente apresentam mais dificuldades com esse tipo de atividade, mas com um pouco de paciência, certamente fizemos grandes progressos.

 

3- Jogo de “inventar histórias”

Imagem relacionada

Esta atividade ajuda a melhorar a inteligência emocional de crianças, especialmente aquelas diagnosticadas com TDAH, que geralmente apresentam mais dificuldades.

 

Benefícios de melhorar a Inteligência Emocional em crianças com TDAH
As crianças alcançam um melhor equilíbrio social
Isso os ajuda a ser mais extrovertidos, considerando a condição de cada um deles
Ensina-os a ver a vida de maneira positiva, a enfrentar problemas com técnicas assertivas e não conflitivas
Torna mais fácil para eles aprender a converter pensamentos negativos em positivos, ver problemas com um desejo de se sobressair e não com uma atitude derrotista.
Eles aprendem a detectar e entender seus sentimentos e necessidades, mas sem negligenciar os de outros colegas.
Eles compartilham materiais, idéias e pontos de vista, promovendo a compreensão e o respeito pelas idéias de outros colegas. Adquirir progressivamente responsabilidades; tanto materiais de sala de aula, além de aumentarem seu intelecto e a desenvolver suas escrituras, e também os seus comportamentos com e para colegas. Veja mais: Tcc Sem Drama.